segunda-feira, 9 de maio de 2011

Estrangeirada

Decididamente, tenho cara de estrangeiro. É comum, pelas ruas de Lisboa, as pessoas dirigirem-se a mim noutras línguas que não o Português.
Hoje, ou melhor, ontem, fui à casa de banho de uma pastelaria e, quando ia a sair, apareceu uma senhora, velhota, com aparentes problemas de locomução. Cheguei-me para o lado e esperei pacientemente que a senhora passasse.
Esta, agradecida, dirigiu-me um enorme sorriso enquanto me brindava com um arrastado "Hello".
Sorri-lhe de volta e dei-lhe, também, um acalorado "Hello".

2 comentários:

AVOGI disse...

e isso deixa-te...vaidoso?
kis :=)

Henrique Marques disse...

Nunca tinha pensado nisso, é bem capaz de ser verdade. Mas diverte-me, principalmente ver a cara das pessoas quando percebem que não sou estrangeiro.