sexta-feira, 8 de abril de 2011

Coisa vulgar

Aqui há dias, em conversa com um parente meu sobre outro familiar, indaguei do seu estado de saúde, que não está lá muito bem.
E dizia eu:
— Mas afinal o que é que ela tem?
— Não me lembro — dizia-me ele, que já está um bocadito esquecido. — aquilo que toda a gente tem.
— O quê? — Perguntei-lhe — Constipação?
— Não — Respondeu-me ele, lembrando-se finalmente — Cancro!

3 comentários:

AVOGI disse...

vulgar, um cancrozinho! estes velhotes(presumo que seja) dizem cada bacorada pela boca fora . digo isto porque tenho uma que me diz cada que eu fico a pensar que nao pensou, alias nao pensa mesmo.
ah e a propósito de paris e a respeito do almoço au bord de la mer ou do rio o que de pior tem paris é mesmo a comida somente frites frites frites irra
kis :=)

Henrique Marques disse...

Em Paris aconteceu-me uma gira, vou publicar.

AVOGI disse...

fico à espera
kis :=)